13 de abr de 2011

Tempo é Deus

Deus é o Senhor do tempo. Porque não ha nada que aconteça que não seja de Seu conhecimento. Uma folha, não cai da árvore antes do tempo. A lua não brilha no céu antes do por do sol. Uma pessoa não faz uma maratona (42k) sem antes correr ao menos 5k. Forrest Gump que me perdoe, mas só em Hollywood! Um bebê não anda sem antes sentar.

Tenho refletido muito sobre o tempo certo das coisas nas últimas semanas. Talvez porque contar os dias tornou-se uma referência pra mim desde que Alice nasceu. Um bebê tem x dias de vida, ou x meses e os anos parecem mais longos. Quando adultos, nossa referência são os anos, talvez porque comemoramos o ANIversário. Mas não é bem desse Tempo que quero escrever, o kronos. É sobre o Tempo certo, o kairós. O que chamo de Tempo de Deus.

Quando criança, geralmente temos pressa para crescer, ter idade suficiente para sair sozinhos, dirigir, ir pra balada, namorar, ao menos no meu tempo era assim. E quando os 18 anos chegam, nem sempre percebemos que "curtimos" tanto assim a pré-adolescência. Cada fase de nossa vida ha o que fazer ou descobrir. Pular etapas pode comprometer o curso natural das coisas, pois pode comprometer o tempo, o kairós.

Alice esta no seu momento de descobertas. Quer dizer, ela já está assim ha alguns meses, mas particularmente nessas semanas ela tem feito grandes progressos. Passou a sentar mais, mesmo que as vezes caia para os lados, se arrasta como uma minhoca quando quer pegar um brinquedo e fala “da da da” e “pa pa pa” o dia inteiro. Nessa, outro dia foi parar embaixo do sofá! Já aprontando! Beatriz e Gabriela, também com 6 meses, sentavam e começaram a ver o mundo numa outra perspectiva. Engraçado como o mundo parece maior quando se está deitado, pois quando sentamos ou ficamos de pé, nos vemos NO mundo, nos sentimos parte integrante dele.


Alice tentando abrir a porta com 6 meses e meio

E voltando a refletir sobre o tempo certo, o kairós. Um ser humano não consegue calçar os tênis e sair correndo como Forrest Gump, eu acho né! Antes de completar uma maratona é necessário correr o primeiro quilometro. E tenho sentido bem essa questão! Até as quedas, as lesões, os altos e baixos fazem parte da vida de um atleta. No último domingo participei da Meia Maratona Internacional de São Paulo organizada pela @Corpore na USP. Minha segunda prova de 5k desde que tive a Alice nasceu e apesar de não conseguir treinar consegui baixar meu tempo, o kronos. Que delícia que é correr lá! As provas são sempre muito animadas e nos enchem de energia. Os #twittersrun são pessoas incríveis que transbordam endorfina e contagiam a tod@s com seu bom humor. Apesar de eu ter caído na prova e me machucado de leve foi uma experiência interessante e que me ensinou: Em toda queda, seja física, emocional, profissional, é necessário aprender a se levantar e aprender a lição, respeitar seus limites, respeitar o tempo o kronos e o kairós.


Enfim, continuamos a seguir nossas vidas aprendendo com os erros e os acertos, trocando experiências, ouvindo o som da natureza e principalmente exercitando a paciência respeitando o tempo certo das coisas, o tempo de Deus que nos conduza para um futuro deslumbrante.


“Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu.
Há tempo de nascer, e tempo de morrer; tempo de plantar, e tempo de arrancar o que se plantou;
Tempo de matar, e tempo de curar; tempo de derrubar, e tempo de edificar;

Tempo de chorar, e tempo de rir; tempo de prantear, e tempo de dançar;

Tempo de espalhar pedras, e tempo de ajuntar pedras; tempo de abraçar, e tempo de afastar-se de abraçar;

Tempo de buscar, e tempo de perder; tempo de guardar, e tempo de lançar fora;

Tempo de rasgar, e tempo de coser; tempo de estar calado, e tempo de falar;

Tempo de amar, e tempo de odiar; tempo de guerra, e tempo de paz.”

(Eclesiastes, 3: 1-8)

5 comentários:

  1. De fato tudo tem seu tempo certo para acontecer. Resta a nós mortais confiar em Deus e deixar ele fazer o seu papel.

    Tarefa dificil quando a sociedade tem se acostumado com tudo para ontem e com tudo ao mesmo tempo. Quando se vê, perdemos um momento precioso e que não volta mais!

    Não dá pra se arrepender do que já passou...é passado...o dificil é viver o presente sem pensar no futuro.

    A gente já fez isso quando era criança, quando tinha a idade da Alice, da Gabi ou da Bia...só não sei quando a gente perdeu isso...do nada, a gente pára de viver o presente...e se pega pensando só no futuro, nas metas, nos planos de vida.

    Será que um dia a gente vai resgatar a essência da nossa criança interior e aproveitar cada momento presente e deixando pra Deus cuidar do nosso futuro!?

    Não custa tentar, não é?!

    Léo.

    ResponderExcluir
  2. E apesar de não estar no nosso controle é maravilhoso depender de Deus, pois só Ele sabe todas as coisas e o que é melhor para nós!

    "Não andeis, pois, inquietos, dizendo: Que comeremos, ou que beberemos, ou com que nos vestiremos?
    (Porque todas estas coisas os gentios procuram). De certo vosso Pai celestial bem sabe que necessitais de todas estas coisas;
    Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.
    Não vos inquieteis, pois, pelo dia amanhã, porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal." Mt 6:31-34

    Bjs

    Elaina
    http://www.vidademae.net/

    ResponderExcluir
  3. Linda reflexão Léia!!!
    Existe um tempo pra cada coisa...
    Tempo pra chegar, tempo pra partir,
    Tempo pra apartar, tempo pra unir,
    Tempo pra chorar, tempo pra sorrir.
    Tempo pra cantar, tempo pra calar,
    Tempo pra cair e pra recomeçar,
    Hoje é o tempo, é tempo de AMAR....!

    Queria... fiquei chateada pela sua queda no final da prova, mas feliz por vc ter conseguido melhorar seu tempo mesmo sem estar treinando.. agora já pensei na proxima prova.. não espera muito..rs

    Vamos marcar uma próxima prova.. marcarei uma de 5km para ir com vc:)

    AH.. peninha que nem deu para eu conhecer a Alice direito...

    bjs

    ResponderExcluir
  4. Ah.. esqueci de dizer, tá lindona na foto!

    ResponderExcluir
  5. Ediléia, não dá para comentar aqui todos os encontros/desencontros entre kronos e kairós- ou que se apresentaram/vam como tal aos meus olhos e sentidos - durante os quatro anos do doutorado (na verdade um pouco mais, se considerarmos o tempo até a defesa). Mas fica o registro do quão profundamente esse seu texto me falou nesse momento, em que acabo de defender a tese (foi hoje!!! por isso, com a correria dos preparativos finais, só hoje consegui tempo para abrir meus e-mails). E posso dizer também da beleza e do encanto do seu texto, encantado e encantador, que parte da experiência própria, segue para a do/a outro/a e voa para capturar sentidos que nos excedem mas que, talvez por isso mesmo, nos religam ao céu e à terra e uns/umas aos/às outros/as. Obrigada... E posso comentar também, como a Gense: "tá lindona na foto!". Bju. Naira

    ResponderExcluir